terça-feira, 21 de janeiro de 2014

A Ditadura do Verão


Nesta semana, uma amiga, cansada do calor intenso que assola nosso Rio Grande do Sul, postou no Facebook, com intenções de protesto: “Quem precisa de verão?!” Senti-me na obrigação de opinar, em defesa de todos os veranistas convictos: “Eu preciso!” E preciso mesmo, é fato. Eu amo o verão.

Mas muita calma nesta hora: o fato de amar o verão não significa que eu concorde com essa absurda ditadura da estação, que impõe corpos sarados e bronzeados, enfiados em fio dentais tamanho infantil – para não mencionar os indignantes top lesses, com o único fim de não preservar marquinha. Verão para mim não tem a ver com essa necessidade extrema de exposição – nem ao sol, nem ao mundo. 

E por falar em exposição, escandalizei o litoral gaúcho no último mês: tive a ousadia de desfilar pelas areias de maiô. Maluca, doida varrida. Pois maiô é coisa de pessoa acima dos 150 anos ou dos 150 quilos, não é essa a concepção? Não me considero um exagero, nem em idade e nem em quilos, portanto sou “padrão biquíni”. Mas quem disse que quero ou que preciso mostrar meu corpo? Quem se importa com partes não bronzeadas escondidas debaixo da roupa? Eu não. Não mesmo.

Interessante observar que o recato no vestir é muitas vezes associado a falta de vaidade ou de cuidado com a aparência. Como se cobrir as partes íntimas fosse coisa de mulher desleixada ou “fora do prazo de validade”. Às jovens e em forma, impõe-se o clichê: “o que é bonito é pra ser mostrado”. E mostra-se à vontade, não mais apenas no “horário nobre” da televisão brasileira! 

O cúmulo do culto ao corpo, por sinal, é aquela aberração que está no ar mais uma vez, na Rede Globo. “Heróis” de um zoológico humano desfilam suas formas físicas exuberantes enquanto revelam em rede nacional sua estupidez mental. Mas a ignorância dos playboyzinhos não deve incomodar seus telespectadores: para acionar a TV num programa do tipo, a cabeça não deve mesmo funcionar muito bem...

Excedi-me nos julgamentos, expus-me demais até aqui. Quem dera, a sobrexposição fosse apenas intelectual, de seres humanos afoitos em compartilhar seu conhecimento, suas convicções... Mas faz-se exatamente o contrário: fio dental na praia e burca no que se refere a envolvimento com projetos sociais, voluntariado. Mostrar o corpo é glamoroso, mas mostrar a cara em grandes causas, quem quer?

Que fique claro: aparência e cuidado com o corpo são fundamentais, é uma expressão visível de amor próprio. Mas daí a vulgaridade há uma linha que precisa ser claramente demarcada. Admiro profundamente mulheres que sabem ser elegantes sem serem ofensivas em seu modo de vestir, que são capazes de atrair atenção mais por sua perspicácia do que por suas formas esculturais – embora as tenham e preservem. Admiro quem sabe ser conveniente e reservar sua sensualidade para momento oportuno.

Se a ditadura do verão impõe corpos perfeitos, bronzeados, e vestes mínimas, com convicção me declaro rebelde. E seguirei malhando, mas usando meu maiô na praia, sem medo de parecer ridícula ou ultrapassada. Nunca fui a favor da ditadura, não seria agora que eu me renderia. E viva o verão! 

Suzy Rhoden 



21 comentários:

  1. BRONZERÃO
    Pronto, é chegada hora, chegou o verão
    Portanto em qualquer hora ou condição
    O mandamento exige pegar um bronze
    Seja as oito horas, as nove ou as onze

    Coloque um biquíni a moça do escritório
    A Hélios faça do seu corpo um ofertório
    Exponha sua pele a raios benevolentes
    E no trabalho, inveja cause nas gentes

    Entretanto, a pura verdade não é essa
    Pois um câncer de pele está a espreita
    Dela que por vaidade se expõe à beça

    E adequado uso de protetor não aceita.
    Finda vaidade onde vulgaridade começa
    E ditadura da moda é apenas uma seita.

    ResponderExcluir
  2. E viva o verão! Compartilho da tua linha de pensamento.
    Massificação não.
    E quantas e quantos também, não extrapolam em dietas, medicamentos, anabolizantes para conquistarem esse corpo a ser exibido?
    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Viva as diferenças, todas as estações, cds os gostos
    Tem quem ama calor, quem ama frio, quem ama os dois, quem tanto faz, quem reclama de td

    Sobre os maiôs anota ai que tá na moda, super fashion \o/

    E falo com propriedade de quem tem candura e gosto por passarinhos, terra, mar e modinhas tb

    Sobre os outros acharem, padrões e afins eu uso biquíni cortininha e de lacinho, composto mas miúdo para olhos e bocas grandes q julgam o meu estado civil e idade como incompatíveis, preciso dizer q n tô nem aí?

    A minha cor de pão cru ou neve desfilo e conservo por gosto e saúde e assim destou para alguns com a cor e o verão 365 dias da Bahia, para mim componho, sendo por fora branca a preta que sou por dentro.

    ResponderExcluir
  4. Viva o verão com a cor ,roupa que quisermos usar e que acreditamos fique bem em nós.Acho que nada deve ser imposto e andar pra agradar outros, never!!! Vamos que vamos curtit o melhor que o verão pode nos dar ,sem frescuras e preocupaçõs,né? bjs praianos( onde desfilo minhas pelancas dentro de um maio e vstidinhos sobre...) chica

    ResponderExcluir
  5. OI SUZY!
    E VIVAAAA!!!
    ADORO O VERÃO E TAMBÉM ACHO QUE DEVEMOS USAR O QUE QUISERMOS, MAIÔ OU BIQUÍNI, SÓ SOU CONTRA O TAL DO TOP LESSE, ACHO APELAÇÃO E IMORAL.
    MAS, FICO CONTENTE MESMO É DE ESTAR AQUI DE NOVO.
    ESTIVE FORA, DAI TER DEMORADO PARA VIR COMENTAR.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Querida amiga
    Mais uma linda semana recomeçou
    Mais uma vez o sol brilhou
    Para nos abraçar com sua cor
    Sobre cada flor
    Fazendo com que tudo fique mais belo e colorido.
    Trazendo a alegria para viver a nossa vida com mais serenidade e alegria.
    Desejo a você minha paz e alegria para seu coração.
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  7. Para falar a verdade nao faz muita difernca nao... eu nao saio de ferias no verao e com isso se ta calor e frio lá eu trabalhar...

    Sobre o verão minha esposa me mostrou uma foto de uma mulher de biquini escrito assim: "Projeto verão - vá a praia, bote o biquíni/maio e fique feliz"

    ResponderExcluir
  8. Susy,
    Estava sem internet, lá na roça, só ontem vi seu comentário, peço desculpas pela demora em vir aqui e te agradecer. Concordo plenamente com seu texto. Sempre perfeito.
    Respeitando o gosto de cada um, acredito que o que é menos exposto é mais cobiçado, traz um certo mistério, uma interrogação e faz a diferença. Eu acho lindo maiôs, sempre usei e vou continuar usando.
    Quero te agradecer muito pelo carinho dos seus comentários,suas palavras me trouxeram muita alegria e incentivo também.
    Adoro te ler.
    bjs.

    ResponderExcluir
  9. Há uma semana, estava no litoral. E pegando as conversas no ar, na barraquinha de milho, via mulheres criando categorias fantasiosas para encaixar todo tipo de mulher que estava ali. Talvez até homens (barrigudos tem que usar camisa, na regra delas). E por aí a gente consegue medir o tamanho do problema. O tamanho da ignorância e da proliferação de um terrível padrão.
    Viu o caso de uma professora no Facebook, que fotografou o rapaz no aeroporto e postou "Aeroporto ou Rodoviária?" somente porque o rapaz estava em trajes mais simples? É esse o mundo em que habitamos. Infelizmente...
    Adorei, como sempre.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Oi Suzy,

    seu texto da vontade de continuar a conversa...
    costumo dizer que meu sonho é colocar botox. Na alma!!!!
    Enquanto alguns tentam desesperadamente ganhar 5 minutos de fama ou algumas mil curtidas eu quero ganhar o direito à minha privacidade, aos meus valores e à minha liberdade de escolha. Se eu estou demodê? Pode ser, Mas prefiro ser uma demodê verdadeira a ser uma escrava do julgamento alheio.

    Muito bom!!!! Confesso que ficaria aqui por horas a conversar sobre isso com você.

    Ah! Um detalhe, eu tb tenho um maiô... rsrs

    Abraços

    Leila

    ResponderExcluir
  11. Passando pra te deixar um abraço. Feliz com a chuva que cai agora aqui. bjs.

    ResponderExcluir
  12. Suzy,

    Hoje vim lhe convidar para conhecer e se desejar acompanhar minhas postagens num espaço novo onde há publico com mais alguns amigos. é um espaço de excelente qualidade e bom gosto.
    Ficarei FELIZ com sua visita!!!

    http://refugio-origens.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Blog encantador,gostei do que vi e li,e desde já lhe dou os parabéns, também agradeço por partilhar o seu saber, se desejar visitar o Peregrino E Servo, ficarei também radiante
    e se desejar seguir faça-o de maneira que possa encontrar o seu blog, porque irei seguir também o seu blog.
    Deixo os meus cumprimentos, e muita paz.
    Sou António Batalha.

    ResponderExcluir
  14. OOi, Estou passando para deixar-te um abraço.

    ResponderExcluir
  15. Hoje venho lhe fazer um convite! Estou escrevendo em outro espaço com mais amigos, pois o Infinito Particular desapareceu sem que eu consiga achá-lo.
    Já fiz de tudo, mas como não consegui resolvi blogar em outra página onde fui muito bem recebida.
    O blog é de excelente qualidade e muito bom gosto e sou autora por lá e posto regularmente. Se desejar visitar-me ficarei muito feliz e se quiser nos acompanhar será uma honra.
    Lindo dia e um enorme abraço!!!

    http://refugio-origens.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Muito bom o texto, adorei a rebeldia contra a ditadura do verão que, infelizmente, se junta com o carnaval: corpos bronzeados, malhados e topless, adorei o texto. Parabéns.

    ResponderExcluir
  17. Eu também preciso muitoooooo do verão! O inverno é bom de se ver em fotos. Sinto mal do corpo e da alma em tempo frio e nublado.

    ResponderExcluir
  18. Suzy, onde andas? Saudades!! Dá sinal de fumaça,rs beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  19. OI SUZY!
    SAUDADES!
    POR ONDE ANDAS MENINA?
    APARECE.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi Suzy,

    Saudades de vir aqui e de você tb!
    Sempre bom ler seus textos, eles são a realidade. Sobre o verão eu tb sou contraventista. Prefiro o inverno. Não me sinto bem desfilando de biquíni e ponto final. Podem chamar do que quiser, como já chamaram, mas eu não ligo. Meu corpo é minha propriedade e tenho direito de não querer expô-lo. E no meu caso eu sempre digo, quevenha o inverno porque eu gosto mesmo é de um casaco bem grosso! Rsrs

    Beijos Suzy, saudades...

    Não pare de escrever, seus textos são muito bons! Você certamente tem seus motivos para não postar e eu entendo, também estou bem distante da blogsfera. Mas escrever não tem nada a ver com postar. Escrever é a seu. E você o faz muito bem. Bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...